Heidelberg, bate e volta de Frankfurt


Na nossa pequena passagem pela Alemanha fomos conhecer a cidade de Heidelberg em um bate e volta a partir de Frankfurt. Indicação da Marion que já tinha estado por lá e nos disse que valia a pena conhecer o castelo. Achei a passagem um pouco cara, cerca de € 50,00 por pessoa o bate e volta. Pegamos o trem no aeroporto de Frankfurt mesmo e no meio do caminho tivemos que trocar de trem. A viagem demora aproximadamente 1 hora.

Castelo de Heidelberg

Nosso objetivo principal era visitar o castelo de Heidelberg então assim que chegamos fomos direto ao centro de informações bem ao lado da estação de trem. Lá é possível comprar os tickets para o castelo e funicular (€6,00 por pessoa) e também os tickets do ônibus que te levam da estação de trem até lá. O atendente nos explicou qual ônibus pegar e onde era o ponto. Também avisou que ao entrar no ônibus teríamos que validar nossos bilhetes. Na Alemanha não há cobradores então você deve entrar no ônibus e validar seu passe em uma máquina que faz um furo nele.

O ônibus levou uns 20 minutos para chegar até a entrada do funicular que sobe até o castelo. Diferente do funicular do Chile este era super moderno e rápido. Em questão de poucos minutos já estávamos lá em cima. Europa 2012 171

Parte do castelo em ruínas

O maior barril de vinho que eu já vi

O castelo de Heidelberg foi bombardeado por Luís XIV da França durante a guerra de sucessão do Palatinado. Atualmente uma parte dele está conservada e outra em ruínas. No subsolo do castelo você poderá visitar um  museu dedicado a farmácia que tem algumas peças muito bonitas, principalmente os armários antigos. A principal atração, porém, é um barril de 7 metros de altura que comportava até 220 mil litros de vinho. O barril foi construído  em 1751 e tem uma pista de dança na parte de cima acessível por escadas em caracol. Reza a lenda que o guardião do barril – um anão tirolês chamado Perkeo –  conhecido por sua habilidade em beber enormes quantidades de vinho, morreu após beber por engano um copo de água. Tem muita gente que que eu conheço que vai acreditar nessa história e jurar de pé junto que foi a água que fez mal depois de uma noite de bebedeira.

Armários farmacêuticos no museu
Armários farmacêuticos no museu
Barril de 7 metros de altura
Barril com capacidade de 220 mil litros
Anão guardião do barril
Anão guardião do barril que morreu após tomar por engano um copo de água

Do lado de fora, as paredes externas do castelo são todas ornamentadas com esculturas que também decoram seus jardins. Por estar na parte mais alta de Heidelberg a vista que se tem a partir do castelo é privilegiada. Dali dá pra ver o famoso Rio Neckar, a Ponte Velha, igrejas e construções bem antigas.Europa 2012 171Europa 2012 145

Vista da cidade a partir dos jardins do castelo
Vista da cidade a partir dos jardins do castelo

Calçadão do comércio em Heidelberg

Depois de conhecer o castelo descemos para passear pelas antigas ruas de Heidelberg que são bem estreitas e com construções muito elaboradas e bonitas. O hotel Zum Ritter construído em 1592 impressiona pela sua arquitetura renascentista e por ter resistido aos bombardeios que a cidade sofreu. O hotel fica na praça Karlsplatz onde também pode-se visitar a igreja do Espírito Santo. Nós não demos sorte e a igreja estava fechada quando fomos. Por ali há várias barraquinhas com lembrancinhas e é onde começa a Hauptstrabe.

Essa rua se parece com a rua  XV de Curitiba, a diferença é que as lojas são muito melhores. Até pra quem não estava pensando em compras andar por esse calçadão é um passeio a parte. Há todo tipo de loja e dá vontade de ficar eternamente olhando as vitrines. Fiquei apaixonada pelas lojas de decoração. Eram maravilhosas! Se cansar de só olhar e não poder comprar, como foi o nosso caso, aproveite os restaurante que também ficam por ali e pare pra tomar um chopp e beliscar um salsichão, afinal você está na Alemanha!

Hotel construído em 1592 que sobreviveu a diversos bombardeios
Hotel Zum Ritter construído em 1592 que sobreviveu a diversos bombardeios
Fachada do Hotel Zum Ritter
Fachada do Hotel Zum Ritter
Fundos da Igreja do Espírito Santo
Fundos da Igreja do Espírito Santo. A fachada fica numa rua estreita muito difícil de ser fotografada.
Rua Hauptstrabe cheia de lojas e restaurantes
Rua Hauptstrabe cheia de lojas e restaurantes

Ponte Velha de Heidelberg

Desça até a margem do rio Neckar para apreciar a Alte Brücke (Ponte Velha) e o portão Brückentor. Ao lado do portão há uma escultura de macaco segurando um espelho. Especula-se que esse macaco existiu de verdade e ficava por ali dando as boas vindas aos viajantes. Do meio da ponte dá pra tirar belas fotos do castelo.

Portão Brückentor
Portão Brückentor
Macaco ao lado do portão Brückentor
Macaco ao lado do portão Brückentor

Como a cidade não é grande com certeza sobrará tempo para passear sem destino pelas ruelas em torno da Hauptstrabe. Você irá encontrar a igreja dos jesuítas, a universidade e prédios comuns mas com uma arquitetura linda.

Igreja Jesuíta
Igreja Jesuíta

Informações Práticas

Como ir de Frankfurt a Heidelberg?

Se você quer fazer um bate e volta de Frankfurt a Heidelberg a logística é simples. A melhor opção é pegar um trem que sai da estação do aeroporto ou da estação central de Frankfurt. Você não precisa comprar com antecedência, a menos que queira. Os tickets são vendidos em totens ou nos guichês das estações. Se você quiser pesquisar horários ou pretende comprar o ticket antecipado pode entrar no site da empresa de trens Bahn, é só clicar nesse link. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *