Visita a Arena da Baixada

Nesse último fim de semana rolou em Curitiba o encontro da Rede Brasileira de Blogs de Viagem. Um dos eventos desse encontro foi a visita a Arena da Baixada no domingo de manhã, logo após a mudança do horário de verão. A vontade de continuar dormindo era grande, mas como o Atlético Paranaense é meu time do coração não pude deixar de ir.

A Arena da Baixada

O nome oficial do estádio do Atlético é Joaquim Américo Guimarães. Joaquim Américo eu até sabia, mas Guimarães descobri só no domingo. Como quase todo estádio de futebol o “nosso” também tem apelidos. O mais conhecido deles é Arena da Baixada mas a torcida também o chama de Caldeirão. Os times adversários devem sentir na pele o porque desse apelido.

A Arena como vemos hoje é resultado da reconstrução do estádio para atender as exigências da FIFA para sediar a Copa do Mundo que aconteceu no Brasil em 2014. Antes disso o estádio já havia passado por uma completa transformação entre 1997 e 1999. Eu estive na inauguração naquela época e até hoje guardo um pedacinho do tijolo da antiga Baixada.

Jogos e Eventos

A Arena hoje tem uma capacidade de público de 43 mil torcedores na arquibancada, mas pode chegar a 60 mil pessoas caso o evento utilize também o gramado. Além dos jogos de futebol podem ser sediados ali shows, congressos e outras modalidades de esporte. Os eventos mais marcantes com certeza foram o UFC, que teve recorde de público e a final da liga de vôlei masculino, que eu tive o prazer de assistir a um jogo. Como o estádio não tem pontos cegos e a arquibancada fica muito próxima ao gramado a visibilidade é perfeita em todos os assentos.

Como agendar a visita a Arena

A visita a Arena da Baixada ocorre de terça a domingo em vários horários, durante a manhã às 09h30, 10h30 e 11h30 a tarde às 14h, 15h e 16h. Não precisa agendamento prévio e o tour acontece com apenas uma pessoa e no máximo trinta. Apesar de não ser necessário agendar com antecedência recomendo que você entre em contato pelo telefone (41)2105-5656 antes de ir apenas para verificar se não existe algum evento agendado pra aquela data que impeça a visitação. A entrada inteira custa R$ 20,00 e meia entrada R$ 10,00. Sócio furacão que apresentar o Smart Card paga meia. Os ingressos são adquiridos na entrada principal do Estádio na Rua Buenos Aires.

Se você vai turistar em Curitiba aconselho conhecer também a Lapa, cidade Histórica ou o Parque Estadual de Vila Velha, que tem rochas esculpidas pelo vento.Ambos ficam a menos de 100 km da Capital.

A entrada para a visita a Arena da Baixada tem uma fachada com o símbolo do Atlético e as cores vermelho e preto. A uma placa indicando furacao tour
A compra de ingressos para o tour acontece nessa que é a entrada principal da Arena da Baixada.

O que eu vou conhecer na visita?

Espaço VIP

Nosso tour iniciou na Ala Vip do estádio. Nesse espaço ficam os 35 camarotes com capacidade de 12 a 21 torcedores. Os camarotes tem vaga de estacionamento reservada, open bar e open food nos dias de jogo. Ainda nessa Ala existem seções ainda mais VIP, que são locais frequentados apenas por convidados do presidente e outro espaço para convidados dos jogadores. Tenho certeza que deve ter ocorrido algum erro de digitação pois o meu nome não estava nessas listas.

Eu fazendo pose sentada no sofá do camarote do atlético.
Aproveitando o camarote nesse poucos minutos de riqueza.
Vista do gramado a partir de um dos 35 camarotes do estádio Joaquim Américo
Vista do Camarote
Eu na arquibancada inferior do estádio com o campo ao fundo atrás da trave do goleiro. Pode-se ver o telão no final e uma bandeira do Brasil pendurada.
Esse espaço é reservado apenas para os convidados dos jogadores. Falei que meu nome deveria estar na lista, mas…

As diversas transformações do estádio

Três maquetes do estádio auxiliam os visitantes a entender todo o processo de modernização do caldeirão. A maquete menorzinha é a versão da Baixada que ficou pronta em 1999. A estrutura foi projetada para uma posterior ampliação, por isso a cobertura não dava a volta completa no estádio, o que rendeu algumas piadas dos times adversários. Tudo não passava de dor de cotovelo pois a Arena já era um dos estádios mais modernos do Brasil. A intenção do Clube era transformar essa estrutura no que pode ser visto na maquete maior, que circula a primeira. O projeto apesar de ser lindo tinha alguns problemas. Cotado para ser um dos estádios da Copa do Mundo o Joaquim Américo não podia ter pontos cegos e a capacidade de público devia ultrapassar 40 mil pessoas. Sendo assim, o projeto mudou completamente e Baixada foi totalmente reconstruída.

Maquete pequena de como ficou a Arena da baixada em 1999 dentro de uma maquete dez vezes maior de como o clube queria que ficasse mas que nunca foi construída.
A maquete pequena é da Arena de 1999 e a grande nunca chegou a ser concretizada.

O teto retrátil

Uma das coisas que chama a atenção na nova Arena é o teto retrátil que fecha totalmente. São duas “placas” de quase 300 toneladas que demoram 26 minutos para abrir ou fechar totalmente. Isso é muito útil na cidade de Curitiba já que a chuva por aqui tem presença garantida. A cobertura ainda impressiona por ter o maior vão livre da América Latina. São 196 metros de comprimento.

A água que cai em cima do teto é captada e armazenada nos antigos fossos da baixada, que separavam os torcedores do campo. A captação é de 3 milhões e 300 mil litros de água que é usada para irrigação, limpeza do estádio e descarga dos banheiros. Um oferecimento Chuvitiba!!!

Vista área noturna da Arena com o teto todo iluminado de vermelho.
Perceba o teto retrátil no meio do estádio. Foto cedida pelo CAP.

A tecnologia do gramado

Como o tempo em Curitiba não é dos melhores os gramados naturais eram um sério problema para o clube. O custo de manutenção era alto e mesmo assim a qualidade não era a esperada. Para resolver esse problema o clube resolveu utilizar um gramado totalmente sintético de um material chamado geofill, que substitui o plástico. Para que o gramado fique ainda mais macio e confortável para os jogadores é utilizada fibra de coco, que é regada uma hora antes de cada jogo. Os jogadores podem cair e dar carrinho a vontade que não ficaram com aquelas queimaduras maravilhosas que quem já jogou em campo sintético sabe que são quase inevitáveis.

Os bastidores dos jogos e o campo

A visita pelo estádio Joaquim Américo ainda continuou na sala de imprensa e seguiu para os vestiários. Os armários dos jogadores tema foto de cada um deles e é possível até tirar fotos com as camisas que ficam expostas ali. Logo depois do vestiário existe uma pequena sala de aquecimento que sai diretamente nas escadas que levam ao gramado.

Sala de imprensa dos times visitantes do Atlético paranaense com apenas mulheres sentadas na bancada fingindo uma entrevista pós jogo
A mulherada dominou o futebol
Sala de aquecimento com grama sintética e uma pequena trave e dois garotos batendo uma bolinha.
Os melhores jogadores da nossa equipe de blogueiros.

Ao subir pelas escadas você começa a ouvir os gritos da torcida. Tudo obviamente gravado, mas dá pra ter uma ideia do que os jogadores sentem ao entrar no campo.

Dentro do campo tivemos uma oportunidade única, cobrar um pênalti. Era eu contra um dos goleiros das escolas de base do Atlético. A trava era enorme, o goleiro pequeno e eu perna de pau. Consegui chutar a bola para fora. Culpa da minha chuteira modelo sapatilha que não me deu a base necessária para um chute preciso. Esse foi um dos pontos altos da visita que terminou na loja do furacão.

Eu sorrindo em frente a trave onde cobrei um pênalti usando calça jeans e sapatilha. A bola foi pra fora, passou pelo canto esquerdo da trave.
Super preparada pra cobrar o pênalti. Lógico que foi pra fooooora!!!
Eu sentada na linha que divide um campo do outro com as arquibancadas ao fundo onde se lê: Vamos todos juntos por amor ao furacão
Loja do furacão com um manequim vestindo uma camisa retrô branca com listas rubro negras, bola da umbro azul e branca e diversa camisas ao fundo.

Recomendo fortemente a visita a Arena da Baixada para aqueles que gostam de futebol e querem conhecer um pouco mais a estrutura de um estádio, aliás, do melhor estádio do Brasil né?

Sabia que o Viajantes por Opção é parceiro da Booking.com e da RentCars?
Alugando seu carro ou reservando seu hotel pelos nossos links você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda a manter o blog.
Reserve seu hotel em Curitiba pelo Booking.com
Alugue seu carro com a
RentCars e faça os passeios no seu tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *