Alugar carro na Itália vale a pena? Veja também como se locomover sem carro

Alugar carro na Itália ou não? Essa é uma dúvida cruel né? Ao mesmo tempo que queremos a liberdade de passear livremente pelas cidades temos um grande empecilho: As ZTLs. Você já ouviu falar delas? Então cola nesse post que eu vou te dar algumas dicas de transporte na Itália que foram úteis na nossa viagem pra lá.

Alugar carro na Itália vale a pena?

Depende. Eu sei que ninguém gosta dessa resposta mas para que você decida se vale ou não a pena alugar carro na Itália você tem que levar em conta algumas considerações:

  1. Você vai ficar apenas nas cidades grandes ou pretende passear por cidades pequenas também? Nas cidades grandes alugar carro na Itália é uma péssima decisão. Em quase todas as grandes cidades existe a ZTL (Zona de Tráfego Limitado) que eu vou detalhar um pouco mais a frente. Se você estiver de carro em uma ZTL sem permissão será multado e multas em euro não são agradáveis
  2. Sua ideia é fazer uma roadtrip pela Itália ou ela é apenas um dos seus destinos? Se você vai viajar pelo país todo, de uma ponta a outra e quer curtir a paisagem e parar em pequenas cidades até pode alugar um carro, mas talvez tenha que fazer como a gente. Realizar aluguéis “picados” para que não fique com o carro nos momentos em que for visitar grandes cidades.

Você também pode gostar de ler:
+ Roteiro de um dia em Pisa, ou quase isso
+ Catedral de Florença, Ponte Vecchio e outras atrações para visitar na cidade

Como alugar um carro na Itália?

Permissão Internacional para Dirigir

Depois que você decidiu que quer mesmo alugar um carro na Itália você tem que pensar na parte prática. A primeira delas e muito importante é providenciar a Permissão Internacional para Dirigir, conhecida como PID.

Ela é essencial para dirigir na Itália e sem esse documento você não consegue retirar o carro na locadora. Como a PID tem emissão e valores que variam para cada estado você deve consultar o Detran estadual para saber como emitir. Se você pesquisar no google PID e o nome do seu estado já aparecem todas as informações.

Cuidados no aluguel do carro

Depois de ter a PID você poderá alugar o carro na Itália por qualquer locadora da sua preferência. Nós temos uma parceria com a Rentcars e se quiser ajudar o blog pode alugar clicando no link aqui embaixo pra gente ganhar uma pequena comissão.

Alugue um carro com a RentCars e aproveite as melhores condições.

Eu geralmente alugo carros com as proteções CDW ou LDW que são contra furto e colisões e com a proteção contra avarias a terceiros. Não quero ter que me incomodar se eu for responsável por algum acidente de trânsito.

Essas proteções são as mais comuns, mas quando você chegar ao balcão da locadora saiba que vão colocar uma enorme pressão para que você contrate seguros adicionais. Eles vão desde quebra de para-brisas até pneus. Nas três vezes que pegamos um novo carro na nossa viagem a pressão foi absurda, parece que estão rogando uma praga para que algo aconteça. Não cedemos em nenhuma das vezes e felizmente nada de ruim aconteceu, mas é bom que você avalie bem se quer ou não aderir.

Outra dica importante é sempre realizar a vistoria do carro na hora de retirar. Olha bem se há algum risco e se o estepe está em boas condições. Já tivemos problemas com o estepe que nem tinha sido usado. Se encontrar algo errado avise antes de sair e peça para que coloquem na ficha do aluguel do carro.

Aluguel de carro em Nápoles

Nápoles e arredores (leia-se Costa Amalfitana) entram no nível hard de aluguel de carro na Itália. A nossa experiência por lá foi no mínimo angustiante. Na verdade pegamos o carro no aeroporto Ciampino, em Roma e seguimos até Trecase, cidade pertinho de Nápoles e Pompéia.

No caminho a gente começou a perceber que os carros eram todos batidos e riscados e chegando lá a gente teve certeza que não era um bom lugar para dirigir. Pelo menos os carros que nós vimos estavam na sua maioria detonados. A sensação é de que eles tentam passar no menor espaço possível e geralmente não conseguem, mas seguem em frente sem se preocupar.

Alugar carro na Itália

Também estacionam em qualquer lugar, inclusive nas calçadas, com meia roda em cima do meio fio. Não sei se somos muito cuidadosos por aqui ou eles que são desleixados.

A Costa Amalfitana também não é um bom lugar pra dirigir a não ser que você seja muito bom no volante. Pra minha sorte o Diego dirige bem, se fosse eu teria parado e começado a chorar. As ruas são muito estreitas e eu até agora não sei como os ônibus conseguem passar por lá.

Viajar sem Seguro Viagem é furada!! Cote o seu aqui com a Seguros Promo. Com o código POROPCAO5 você tem 5% de desconto.

Como ficam os pedágios quando eu alugar carro na Itália?

Geralmente os carros que você aluga não tem o serviço de Telepass incluído na tarifa. O Telepass é o equivalente ao nosso Sem Parar, Conect Car e vários outros nomes que tem surgido.

Se não quiser se preocupar em parar nos guichês verifique com a sua locadora se eles oferecem o serviço de Telepass, que provavelmente será cobrado a parte.

Mas se escolher por não utilizar não tem problema, é bem fácil de usar o serviço por lá. Os pedágios na Itália são cobrados por trecho. Ao entrar em uma rodovia você terá que retirar um cartão, onde estão as informações daquele trecho. Muita atenção!!!! Não perca esse cartão. Você precisará dele mais pra frente.

Alugar carro na Itália - ticket de pedágio

Quando estiver chegando ao seu destino você terá que passar por outra praça de pedágio e lá fará o pagamento. Fique ligado na hora de escolher a cabine pois existem diversos tipos.

o Telepass é para quem tem o aparelho que registra o pedágio sem que você precise fazer nada. O local que tem notas e moedas e uma mão significa que existe atendente (o que é raro). A placa com moedas e notas é para pagamento em máquinas automáticas e a placa escrito Carte aceita apenas cartões. Parece confuso mas é autoexplicativo, só não se afobe e entre na cancela errada.

Alugar carro na Itália - cabine de pedágio Telepass

A temida ZTL – Zona a Traffico Limitato

A ZTL, ou em português Zona de Tráfego Limitado, é o terror dos turistas desavisados que alugam carro na Itália. Ela está em todas as grandes cidades, e em algumas das pequenas, e se você bobear vai acabar passando por ela e levando uma salgada multa que pode chegar a 300,00.

Ninguém quer levar multa, ainda mais quando é em euros não é mesmo?

E a melhor forma de não tomar multa é não dirigir nessas cidades. Simples assim!!! Em Milão a gente deu de cara com uma placa de ZTL mas não tinha como fugir. Tivemos que seguir em frente e eu rezo pra que nenhuma surpresa apareça aqui em casa.

Isso aconteceu quando fomos devolver o carro da locadora, já que a gente decidiu não dirigir enquanto estivesse na cidade. Não sei se nesse caso a locadora havia informado a placa para as autoridades informando que naquele dia a gente passaria por lá. Isso pode acontecer, e até os hotéis podem fazer esse serviço, mas não acredito que seja algo fácil e muito rápido.

Na dúvida, abandone as locações onde houver ZTL e divirta-se andando com o transporte público.

Reserve aqui sua hospedagem com a Booking.com

Transporte Público nas grandes cidades

Já que alugar carro na Itália pode não ser a melhor opção eu vou te dar alternativas para se locomover em algumas cidades usando o transporte público.

A gente costuma sempre usar esse tipo de transporte quando viaja, porque geralmente ele funciona muito bem e você consegue chegar a qualquer lugar rapidamente. Vou falar aqui das cidades nas quais nós estivemos: Florença, Milão, Roma e Veneza.

Esse post não pretende esgotar as possibilidades para cada uma das cidades, mas trás dicas de como se locomover se forma prática e como foi a nossa experiência.

Metrô em Milão

Antes de começar é importante lembrar que o sistema de cobrança é um pouco diferente do Brasil. Geralmente você terá que comprar um bilhete fora do transporte mas não passará por catracas (a não ser nas estações de metrô). Isso não quer dizer que você não precisa validar a sua passagem.

Valide SEMPRE o bilhete quando entrar no primeiro transporte (se for usar mais de um). Um bilhete não validado pode te render uma multa se você for pego. Nas estações de metrô geralmente a validação acontece na catraca mesmo. Nos bondes (trams) e nos ônibus existe uma máquina para validação dentro deles e nos metrôs existem catracas.

Transporte em Florença

O centro histórico de Florença pode facilmente ser conhecido a pé. Se você estiver hospedado no centro aconselho que você aproveite essa oportunidade de andar pela cidade pois vale muito a pena.

Caso você precise usar o bonde (tram) ou o ônibus o bilhete que é válido por 90 minutos custa € 1,50. Existe a opção de comprar 10 bilhetes de uma única vez e com isso o preço unitário cai para € 1,40. (Valores de março/2021)

Os bilhetes são vendidos geralmente em máquinas nas paradas do bonde e em alguns comércios autorizados como bancas de jornal e bares.

TRam em florença - transporte na Itália

No bonde (tram) você não consegue comprar o bilhete a bordo, mas nos ônibus existe essa possibilidade. Ela não é a melhor opção pois o bilhete a bordo custa € 2,50 e você ainda corre o risco de ficar sem troco, caso o motorista não tenha.

O bonde T2 vai até o aeroporto Americo Vespucio, caso você tenha lgum voo para outra cidade ou precise chegar até as locadoras de carro, que ficam próximas ao aeroporto.

Mais informações sobre o transporte em Florença podem ser consultados no site da ATAF que está no fim desse post.

SIGA: Instagram | Facebook | Pinterest | You Tube

Transporte em Roma

Eu também te aconselho a andar o máximo possível por Roma mas, diferente do que ocorre em Florença, os pontos turísticos lá estão espalhados então você talvez precise um pouco mais da ajuda do transporte público.

Roma tem um transporte integrado e você pode utilizar o bonde (tram), metrô ou ônibus comprando o mesmo bilhete.

BIT ((Biglietto Integrato a Tempo) tem validade de 100 minutos a partir do primeiro uso e custa € 1,50. Na época que estivemos por lá (2019) havia uma informação impressa no bilhete dizendo que ele só poderia ser usado uma vez no metrô durante esse período de 100 minutos. Me atualizando sobre valores no site da empresa que administra o transporte não achei mais essa restrição.

Os bilhetes devem ser comprados nas máquinas automáticas que estão espalhadas pela cidade e nas estações de metrô e também nas bancas de jornal. Os bilhetes não podem ser comprados a bordo. Fique esperto.

Além do BIT você tem a opção de comprar o passe Roma 24 que custa € 7,00, Roma 48 – €12,50 e Roma 72 – €18,00 que te dão direito a usar ilimitadas vezes o transporte público num período de 24 horas, 48 horas e 72 horas após a primeira validação. Nós não vimos vantagem nesse tipo de bilhete, mas faça as contas antes de escolher por ele.

Vale lembrar que crianças com até 10 anos de idade ou 1 metro de altura não pagam passagem. É importante sempre ter um documento que comprove a idade e nas estações de metrô é preciso informar algum fiscal antes de passar a catraca.

Outra diferença nos transportes em Roma é a necessidade de pagar passagem para a sua bagagem, caso ela tenha mais de 50 cm de lado.

De Roma para o aeroporto e vice-versa

Tudo o que eu falei até agora sobre o transporte em Roma não serve para você ir até os dois aeroportos que alimentam a cidade: Fiumicino e Ciampino.

Fiumicino

Se você chegar a Roma vindo de um voo internacional (sem contar low cost) provavelemente você chegará ao aeroporto Leonardo Da Vinci, que é mais conhecido como Fiumicino.

De lá para a cidade de Roma você pode pegar um ônibus que para na Tiburtina Station. A tarifa é de € 5,00 e você deve comprar antes do embarque, nos mesmos pontos em que vendem os bilhetes normais. Se for de Roma para o aeroporto o ônibus sai também da Tiburtina Station.

Você ainda pode arriscar comprar o bilhete dentro do ônibus, apenas se for durante a noite, quando as lojas estão fechadas. Eu não arriscaria essa opção pois além de correr o risco de não ter passagem ou troco o valor sobe para € 7,00.

Ciampino

O outro aeroporto que atende Roma é o Ciampino. Para lá existem três empresas de ônibus que fazem o transporte: Terravision, Cotral e Sit Bus Shuttle.

Você pode comprar a passagem na porta do ônibus, antes do embarque ou então realizar a reserva online no site das empresas. Comprando nline você pode ter algum desconto.

O trajeto entre o aeroporto e Roma é de aproximadamente 45 minutos e a tarifa custa geralmente € 5,00 apenas ida ou € 9,00 ida e volta. No aeroporto os ônibus ficam em um estacionamento, logo a frente da porta principal. Em Roma eles saem do Central Termini, do lado de fora bem no fim do terminal, na rua Giovanni Giolitti.

O link para as empresas que fazem o transporte em Roma está no fim desse post.

Milão

Milão segue praticamente o mesmo modelo de Roma, com ônibus, bonde (tram) e metrô. Você também precisa validar na primeira viagem e o bilhete vale por 90 minutos.

Como Milão é dividida por zonas, a cada zona adicional você ganha 15 minutos para utilização e também há um acréscimo no valor da tarifa.

As principais atrações de Milão, incluindo o aeroporto Linate, estão dentro da zona que é considerada M1 – M3, portanto a tarifa é de bilhete único é de € 2,00 e caso você compre 10 bilhetes o valor fica € 18,00. Verifique se sua hospedagem e os locais que você pretende visitar ficam dentro dessas zonas e caso não seja consulte a tarifa no site da ATM, que está no fim desse post.

zona tarifária de milão
As zonas de Milão influenciam no valor da tarifa. Confira antes de comprar.

Você ainda tem a opção de comprar um bilhete diário, que vale por 24 horas a partir do primeiro uso, e um bilhete para 3 dias. Nesse último é necessário tomar cuidado pois ele vale para 3 dias e não 72 horas.

O fim de vigência do bilhete de 3 dias é o horário de fim de circulação do transporte no terceiro dia após a primeira validação. Deu pra entender? Ah!! E vale lembrar que crianças de até 14 anos acompanhadas de um adulto pagante não pagam transporte.

Estacionamento na rua

Se você resolver alugar um carro nas cidades por onde passar tem que ficar ligado nos estacionamentos de rua. As vagas são definidas por cores:

  • Branca – estacionamento gratuito, pode parar sem precisar pagar
  • Azul – estacionamento pago. Procure um parquímetro, selecione a quantidade de horas que deseja e deixe o ticket visível no para-brisas do carro.
  • Amarela – vaga exclusiva para pessoas com algum problema de locomoção

Em Florença a gente estava com o carro alugado pois nosso airbnb era fora da ZTL. Paramos em uma vaga com faixas brancas e nosso anfitrião disse que aquelas vagas eram exclusivas para moradores. Não custa conferir se na vaga em que você parar existe alguma outra informação. Fique atento!!

Ticket de Parquímetro Itália

Veneza

Veneza é uma cidade realmente única e o transporte de lá também é diferente. Não entram carros em Veneza além do local reservado aos estacionamentos e terminal de ônibus.

Estacionamento em Veneza

O ideal é você não estar de carro quando passar por lá, mas a gente estava. Nem sempre a gente faz tudo certinho nas viagens e é com os nossos erros que a gente aprende um pouco mais para dar a dica por aqui.

Os estacionamentos na ilha de Veneza são super caros – a partir de € 25,00 a diária. A gente preferiu estacionar antes da ponte e pegar o ônibus até Veneza.

Estacionamos no Venice Park, que tem diária a partir de € 5,00, mas não pe coberto. A poucos metros dali você encontra o ponto de ônibus, que faz a conexão com o Terminal da Piazzale Roma.

O ticket de ônibus não é vendido a bordo, você precisa comprar em um outro estacionamento, que fica logo em frente ao Venice Park.

Andando por Veneza

Ok, e quando chegar em Veneza, o que eu faço? A melhor opção é estar apenas com uma mochila, ou mala pequena que não te atrapalhe para andar pela cidade. Se sua hospedagem não for muito longe e você não tiver qualquer problema de locomoção, ande.

Andar por Veneza é uma das coisas mais legais pra se fazer. Você vai se perder, e se encontrar e no meio do caminho, vai se deparar com ruas incríveis e muitas pontes, as vezes em lugares onde você nem imaginaria ser possível.

Mas se você realmente precisar de transporte saiba que ainda tem opções. O Vaporetto é a balsa que faz o transporte público de Veneza, mas as tarifas não são muito atrativas. O valor do ticket que vale por 75 minutos é € 7,50 e você também tem opção de comprar bilhetes que valem por 24 h, 48 h e 72 h.

vaporetto veneza

O Vaporetto vai ser uma ótima opção caso você queira ir até as ilhas de Burano, Murano e Torcello. É uma alternativa às excursões que saem da Piazza de San Marco.

Mesmo sendo um pouco diferente dos transportes de Florença, Roma e Milão uma coisa Veneza tem de igual: a necessidade de validação do bilhete. Não esqueça pra não correr o risco de tomar uma multa.

Outra empresa que faz o transporte em Veneza é a Alilaguna, e essa tem opções direto do aeroporto e do porto onde desembarcam os cruzeiros.

Gôndolas e Traghetto

Por fim tenho que falar das gôndolas né? Elas são mais um passeio que um meio de transporte, mas você pode querer usá-las durante a sua estadia por Veneza.

Um passeio de gôndola não é dos mais baratos. Os preços geralmente seguem um padrão, € 80,00 por trinta minutos durante o dia e € 110,00 durante a noite. O bom é que você pode dividir com até seis pessoas, se quiser.

Mas se você for mão-de-vaca e mesmo assim quiser experimentar a sensação de andar de gôndola pode fazer um Traghetto. Essa é uma forma de atravessar o Grande Canal sem tem que andar até alguma ponte. É uma alternativa usada pelos locais e que para turistas custa apenas € 2,00.

As gôndolas não são decoradas e nem exclusivas e o trajeto é bem curto, só de um lado ao outro do canal. Mesmo assim não deixa de ser um passeio de gôndola, e bem mais em conta.

Trem intermunicipal

Quase esqueci desse detalhe: o transporte entre as cidades. Existe a possibilidade de pegar um avião, mas sinceramente eu acho mais prático a utilização dos trens.

Existem duas empresas que realizam os trajetos de trem na Itália: Trenitalia e Italo. A gente usou apenas a Trenitalia para ir de Pisa até Florença, e foi super rápido e prático. A Italo tem menos trajetos, anda apenas em trilhos de alta velocidade.

O bilhete pode ser comprado na máquinas que ficam nas estações ou então online. Os sites estão no final desse post.


E aí, conseguiu decidir se é uma boa alugar carro na Itália ou ainda ficou na dúvida? Qualquer coisa manda um alô aqui nos comentários para gente conversar sobre o assunto.

Já salva esse post lá no Pinterest e também compartilha com aquele amigo que tá namorando uma viagem para a Itália faz tempo.

Um abraço e muitas viagens!!

Carro na Itália

PLANEJE SUA VIAGEM com os nossos parceiros. Você ajuda o blog, não paga nada a mais por isso e ainda ganha alguns descontos. Bom né? É só clicar nos links abaixo pra fazer a sua reserva.
Reserve seu hotel com a Booking.com
Cadastre-se no Airbnb e ganhe R$ 179,00 de desconto na primeira hospedagem.
Alugue seu carro com a RentCars
Não viaje sem seguro, cote o melhor com a Seguros Promo – utilize o código POROPCAO5 e ganhe 5% de desconto.
Use seu celular no exterior com chip da Easysim4U – com o código RBBVGRATIS você tem frete grátis.
Gosta de ler? Compre livros e outros produtos com nosso link da AMAZON

Informações práticas – alugar carro na Itália vale a pena?

Florença

Bilhete: € 1,50 válido por 90 minutos (valor de março/2021). Dez bilhetes custam € 14,00.
Site da empresa de transporte: ATAF

Roma

Bilhete: BIT € 1,50 válido por 100 minutos. Roma 24 € 7,00, Roma 48 €12,50 e Roma 72 €18,00 válido por 24 horas, 8 horas e 72 horas respectivamente.
Site da empresa de Transporte: COTRAL
Transporte para o aeroporto: TerravisionCotral Sit Bus Shuttle

Milão

Bilhete: € 2,00 por 90 minutos
Consulte as Zonas de Milão e tarifas: ATM

Veneza

Bilhete: Vaporetto 75 minutos – € 7,50, 24h – € 20,00, 48 h – € 30,00 e 72h – € 40,00
Site das Empresa de Transporte: Vaporetto, Alilaguna
Estacionamento: Venice Park – Via dei Petroli, 5, Veneza

Trens na Itália

Trenitalia: consulte os trajetos aqui
Italo: consulte os trajetos aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *