O que fazer no Mato Grosso – Viagens Imaginárias 8

Já se passaram dois meses desde que a gente começou essa série de Viagens Imaginárias e infelizmente a vacina para o coronavírus ainda não quis dar as caras. Então a gente vai continuar sonhando por aqui e hoje vou te contar o que fazer no Mato Grosso.

Essas pesquisas estão mantendo minha vontade de viajar aguçada e eu tenho descoberto lugares que nunca imaginei que existiam no Brasil.

Mais estados das Viagens Imaginárias por aqui:
+ O que fazer no Espírito Santo
+ O que fazer na Goiás
+ O que fazer no Amazonas

Você já ouviu falar na cidade de Cáceres? Eu descobri um lugar por lá que entrou no topo da minha lista. Mas seguindo a tradição que eu mesma criei eu vou começar com a capital, Cuiabá.

O que fazer em Cuiabá?

Cuiabá é uma cidade meio rejeitada pelos blogs e publicações de turismo. Em vários lugares eu li “Cuiabá não é uma cidade muito turística”. OK, pode não ser a mais repleta de atrações, mas se a gente olhar com carinho sempre tem lugares legais pra visitar.

Eu selecionei aqui cinco lugares que certamente entrarão na meu roteiro quando eu for conhecer essa capital. E minha dica é que você se prepare para o calorão que faz por lá e não esqueça do protetor solar.

SIGA: Instagram | Facebook | Pinterest | You Tube

No verão as temperaturas podem chegar fácil aos 40ºC. A média anual é de 26ºC, o que faz com que seja uma das mais quentes do país e faça jus ao apelido, Cuiabrasa.

Parque Mãe Bonifácia

Entre os bairros Quilombo e Duque de Caxias fica o Parque Mãe Bonifácia, que tem 77 hectares, o que equivale a 770 mil metros quadrados.

O nome do parque é uma homenagem a uma escrava refugiada que era tida como curandeira. Dizem que por ser idosa os capitães do mato não a incomodavam e com isso ela abrigava outros escravos fugitivos e controlava o acesso ao quilombo. 

O parque tem vegetação típica do Cerrado e em seus 10 quilômetros de trilhas é possível avistar alguns animais silvestres. 

o que fazer em cuiabá parque mãe bonifácia
Foto de @wallace_geo

Isso quer dizer que na sua caminhada você pode dar de cara com macacos, aves, capivaras e até cobras. Por isso é proibido entrar com cães e gatos no parque, pelo menos foi o que eu ouvi dizer.

Além das trilhas sob a copa das árvores, o que pode reduzir um pouco o calorão de Cuiabá, o parque também tem um mirante e 5 pontos com equipamentos de ginástica e periodicamente ONGs e entidades estatais promovem por lá atividades sociais e de lazer.

Centro Geodésico da América do Sul

O segundo lugar pra conhecer em Cuiabá é pra quem se interessa por geografia ou é apenas curioso. É o Centro Geodésico da América do Sul, o que significa que a cidade de Cuiabá e a cidade mais central de todo o nosso continente sul americano.

Centro geodésico da América do Sul o que fazer em cuiabá
Foto de @motocasaldamata

O monumento que fica na Praça Pascoal Moreira Cabral foi construído anos depois do marco ter sido registrado em 1909 por Marechal Cândido Rondon. Um obelisco de 20 metros foi construído em Mármore para preservar o marco original.

OK, pode não ser um meridiano de Greenwich, ou uma linha do Equador, mas também tem sua importância e fica aqui no Brasil. Vamos valorizar né?   

Museu do Morro da Caixa D’água Velha

O que fazer com uma Caixa D’água Velha? Que tal transformar em Museu? Deve ter sido assim que nasceu esse museu em Cuiabá.

Essa caixa d’água foi por 142 anos o único reservatório de água da cidade. Mas não pense que é uma caixinha qualquer não. Ela ficava subterrânea e armazenava mais de um milhão de litros d’água que eram distribuídos em bicas da cidade.

Museu do morro da caixa d'água velha o que fazer em cuiabá
Foto de @gledsonraymundo

A exposição permanente do Museu do Morro da Caixa D’água Velha não podia ser outra, são peças e conectores que contam um pouco da história do reservatório e que distribuíam água para aproximadamente 25 mil cuiabanos.

Pode não ser muito empolgante, mas é no mínimo curioso. Além disso um acervo de fotos conta um pouco da história da cidade de Cuiabá e diversas exposições de arte temporárias mostram o trabalho de artistas do estado.

Sesc Arsenal

A primeira coisa que chama a atenção no Sesc Arsenal é sua grande e antiga construção. O local foi importante historicamente e o edifício serviu como Arsenal de Guerra da Província do Mato Grosso. Ele teve uma importância estratégica na Guerra do Paraguai, a mais importante batalha ocorrida na América do Sul.

O local hoje tem uma utilização muito mais nobre, ao meu ver. Abriga o Sesc Arsenal onde são ministrados diversos cursos. Para turistas – como nós – os cursos não são o foco, mas você poderá visitar o edifício, que por si só já é um passeio e nos jardins ainda se encontram algumas balas canhões,lembrança de sua época bélica.

o que fazer em cuiabá sesc arsenal
Foto de @sescarsenal

O evento mais interessante que acontece no Sesc Arsenal é o Bulixo. O legal de pesquisar sobre os diferentes estados brasileiros e perceber um pouco dos regionalismos.

Aqui no Paraná nunca tinha ouvido a palavra Bulixo, que nada mais é que uma grande feira de artesanatos e comidas regionais. Aprendeu mais uma também? Eu aprendi.

Então, o Bulixo já é tradição da cidade de Cuiabá e acontece todas as quintas-feiras.

Onde se hospedar em Cuiabá:
– Amazon Plaza Hotel
– Hotel Roari

Arena Pantanal e Praça Popular

Eu estava em dúvida sobre qual lugar escolher como última dica do que fazer em Cuiabá e acabei juntando os dois em uma programação só.

O primeiro deles é a Arena Pantanal, um estádio que foi construído para a Copa do Mundo de 2014. Li relatos que o local está um pouco abandonado e caso seja verdade eu acho um grande desperdício. 

o que fazer em cuiabá Arena Pantanal
Foto de @rokamura

O entorno do estádio serve como uma grande pista de patins e skate e você pode ir até lá pelo menos para contemplar a enorme estrutura.

No ano passado a Arena foi utilizada como sede da Arena Encantada, um espetáculo natalino que eu não tenho certeza se será continuado. De fato não existe um tour para visitação da Arena Pantanal e se você quiser conhecê-la por dentro só se conseguir ver uma partida do Cuiabá.

E depois de conhecer esse estádio você pode aproveitar a noite de Cuiabá na Praça Popular, um lugar cercado por bares e restaurantes, que á minha segunda dica pra fechar a lista do que fazer em Cuiabá.

O que fazer no Mato Grosso? Chapada dos Guimarães

Olha aqui mais uma das Chapadas desse nosso Brasilzão. O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães fica na cidade de Chapada dos Guimarães, olha só que “coincidência”. Você, assim como eu, também não sabia que a cidade tinha o nome da Chapada né?

A entrada do parque fica a apenas 50 km de Cuiabá, o que aumenta as suas opções de hospedagem e faz com que a visita fique muito mais fácil. Essa proximidade toda também é um dos motivos de Cuiabá ser um pouco rejeitada. Não tem como competir com as Chapadas né?

Você também pode gostar de ler:
+ Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros: trilhas para se conectar com a natureza
+ Maragogi, o que fazer nesse paraíso?

Trilhas autoguiadas

Existem diversas opções de visitação no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, mas apenas duas delas são autoguiadas. Uma delas é o Véu da Noiva. O Mirante fica a apenas 500 metros do portão de entrada e você poderá apenas apreciar a cachoeira de longe. A cachoeira do Véu da Noiva fica num paredão de arenito e tem 86 metros de altura.

o que fazer no Mato Grosso Véu da Noiva
Foto de @fluminensepelomundo

A outra trilha autoguiada é para conhecer a Cachoeira dos Namorados e Cachoeirinha. A trilha tem aproximadamente 1300 metros e é perfeita para quem quer apenas curtir um banho gelado para refrescar o calorão do cerrado sem muito esforço.

Trilhas em que é obrigatório guia

Fora as opções acima, existem diversos percursos que só podem ser realizados com guia e eu separei dois deles, que achei bem interessantes.

O primeiro é o Circuito das Cachoeiras, para aqueles que tem disposição e adoram um mergulho nas águas good vibes das Chapadas. A trilha tem seis quilômetros e zero de estrutura. Lembre de levar lanchinhos e não esqueça que a natureza não quer seu lixo. Traga os restos na mochila

Durante esse caminho são conhecidas seis cachoeiras e duas piscinas naturais. A visita leva em média 5 horas, entre caminhadas e mergulhos.

Parque nacional da chapada dos Guimarães
Foto de @mpmorais_

Outra atração que com certeza entrará pra nossa lista do que fazer no Mato Grosso é a Cidade de Pedra. O nome vem das formações rochosas que se assemelham muito a ruínas de uma antiga cidade.

A observação ocorre a partir de um mirante de onde é possível ter uma visão exuberante do Vale do Rio Claro. O mirante fica a beira de um dos paredões que chegam a ter 350 metros de altura.

Onde se hospedar na Chapada dos Guimarães:
– Pousada Luar
– Bosque São Francisco

A melhor época para visitação do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é entre os períodos de chuva e seca, portanto prefira os meses de Abril a Junho e Novembro De Dezembro a Março há possibilidade de chuvas e de Julho a Outubro é época de seca, com risco de queimadas e temperaturas de tirar o couro. 

Alugue um carro com a RentCars e aproveite as melhores condições.

O que fazer no Mato Grosso? Caverna Aroe Jari

Minha segunda dica do Mato Grosso ainda fica na região da Chapada dos Guimarães, mas fora do parque nacional. A aproximadamente 42 km da entrada do parque fica uma propriedade privada onde está localizada a caverna Aroe Jari.

Essa caverna é a maior caverna de arenito do Brasil, com 1550 metros. Para chegar até lá você pode escolher encurtar o caminho pegando carona em um trator ou pode fazer tudo a pé, percorrendo uma trilha de aproximadamente dez quilômetros.

o que fazer no Mato Grosso Aroe Jari
Foto de @e_frigeri

O local era sagrado para os índios Bororos e o nome Aroe Jari significa Morada das Almas.

Não é possível atravessar a caverna, como medida de preservação, e por isso a trilha até a Lagoa Azul é feita pelo lado de fora. Como o próprio nome diz a Lagoa Azul tem água cristalina, que reflete um tom azul clarinho.

Converse com o guia antes do passeio para verificar qual o melhor horário para visitar a caverna para ver os raios solares batendo na água. Esse horário muda conforme os meses do ano.

Lagoa Azul Chapada dos Guimarães
Foto de @karinsehn

Essas são as atrações principais da propriedade, mas no trajeto ainda é possível passar pela Ponte de Pedra, de onde se pode ver os paredões da Chapada ao fundo e outra caverna, a Kiogo Brado.

A caverna Kiogo Brado é bem mais estreita porém muito alta, com mais de 20 metros. Essa caverna pode ser atravessada de um lado a outro, totalizando 270 metros. Seu nome significa Ninho dos Pássaros e se tiver sorte pode encontrar alguns deles voando por lá. 

O que fazer no Mato Grosso? Cáceres

Cáceres tem um apelido charmoso, ela é conhecida como Princesinha do Pantanal ou Princesinha do Paraguai, fazendo referência ao rio que corta a cidade. 

O centro histórico é bem bonito e tem construções bem antigas. Um edifício que vale a pena conferir é a Catedral, inspirada nas catedrais góticas da Europa.

o que fazer no Mato Grosso dolina milagrosa
Foto de @andreibrienne

Como grande parte do estado do Mato Grosso a cidade também possui diversas opções de ecoturismo e a mais conhecida é a Dolina Milagrosa. As águas deste local eram tidas como milagrosas e curavam escravos enfermos que fugiam da Fazenda Jacobina. Se a história é verdadeira ou não ninguém confirma, mas aquele azul da Dolina só pode ser milagroso. 

Esse poço no meio da mata tem águas que mudam de cor e variam entre o azul e o verde. Mergulhadores já tentaram chegar até o fim desse profundo poço, mas só chegaram até os 180 metros e ninguém sabe o que vem depois disso.

A outra atração que merece destaque na cidade é a pesca esportiva. Cáceres sedia todo ano o Festival Internacional de Pesca Esportiva, que já está em sua 38ª edição. Esse festival entrou para o Guinness em 1992 como o “maior festival de pesca embarcada em água doce do mundo” e bateu outros recordes depois disso. 

Cáceres pesca esportiva
Foto de @selma.pescaria

Para amantes da pescaria a cidade tem diversas empresas que realizam promovem o turismo da pesca, inclusive com barco hotéis que ficam dias navegando no Rio Paraguai. É preciso lembrar que em determinado período, geralmente de novembro a fevereiro, ocorre a Piracema e portanto a pesca é proibida.

Onde se hospedar em Cáceres:
– Village Hotel
– Eco Pousada Sinimbu

O que fazer no Mato Grosso? Jaciara 

Na cidade de Jaciara, no meio do Vale das Perdidas ficam 7 sítios arqueológicos com diversos desenhos rupestres. Diferente das inscrições encontradas na Paraíbas, que eram entalhadas nas pedras os desenhos de Jaciara parecem ter sido feitos com algum tipo de tinta.

A datação feita com carbono 14 mostra que as pinturas teriam sido feitas entre os anos 2600 e 1600 antes de Cristo, durante o período pré-histórico.

o que fazer no mato Grosso Jaciara
Foto da Prefeitura de Jaciara

Entre os desenhos estão representações humanas, agricultura primitiva, e alguns animais. Uma crença entres esses povos pré-históricos dizia que eles deveriam pintar os  animais nas cavernas antes de caçar para que a alma dele ficasse presa e fosse mais fácil capturá-los. Eu não sei exatamente quem foi que descobriu isso, mas não duvido.

Onde se hospedar em Jaciara: 
– Taba Hotel
– Hotel Toquinho

O que fazer no Mato Grosso? Nobres e Bom Jardim

Pra finalizar a lista do que fazer no Mato Grosso eu apresento a cidade de Nobres e sua vila Bom Jardim. As atrações dali se parecem muito com as atrações da cidade de Bonito, famoso reduto turístico do vizinho Mato Grosso do Sul.

Por lá você pode visitar cachoeiras e fazer flutuação nos rios, mas eu escolhi pra detalhar aqui duas outras atrações que são um pouco diferentes.

Duto do Quebó

A primeira delas é o Boia Cross do Duto do Quebó. Não sei se você já ouviu falar desse esporte mas aqui em Morretes no Paraná é conhecido como descer o rio de boia.

E é isso mesmo que você faz. Senta em uma boia do tamanho de câmara de pneu de caminhão e vai descendo o rio apreciando a paisagem.

duto do quebó
Foto de @marina.zanchetta e @clicksdahellen

O mais legal do Duto do Quebó é que durante o percurso de pouco menos de 2 km você vai atravessar a Caverna da Cerquinha, que tem 228 metros de extensão. Para não ficar totalmente no escuro você recebe uma lanterna antes do início do trajeto.

Se quiser um pouco mais de adrenalina o melhor é visitar no período das cheias, quando o rio está com mais água e a velocidade é um pouco maior.

Lagoa das Araras

o que fazer no Mato Grosso lagoa das araras
Foto de @denievan93

E depois da aventura é hora da contemplação. Também noa arredores de Nobres fica a Lagoa das Araras. Nessa lagoa existem diversas palmeiras de Buriti que depois que morrem viram o lugar perfeito para o ninho das araras, devido ao seu tronco ficar oco.

A magia da Lagoa das Araras acontece ao pôr-do-sol, quando as aves começam a retornar para os seus ninhos. Chegue a partir das 17h para ver o espetáculo das revoadas e ainda apreciar o pôr-do-sol.

Onde se hospedar em Nobres: 
– Recanto da Natureza
– Pousada Kabanas

E aqui a gente finaliza a lista do que fazer no Mato Grosso. É muita natureza pra gente explorar né? Assim que for possível viajar com certeza esse é um lugar que será uma ótima opção pra repor as energias.

Se você gostou desse post já salva nosso Pin lá no Pinterest e manda pra algum amigo pra que vocês planejem juntos a próxima aventura.

Lugares para conhecer no Mato Grosso

Um abraço e muitas viagens!! (quando for seguro)

PLANEJE SUA VIAGEM com os nossos parceiros. Você ajuda o blog, não paga nada a mais por isso e ainda ganha alguns descontos. Bom né? É só clicar nos links abaixo pra fazer a sua reserva.
Reserve seu hotel com a Booking.com
Cadastre-se no Airbnb e ganhe R$ 179,00 de desconto na primeira hospedagem.
Alugue seu carro com a RentCars
Não viaje sem seguro, cote o melhor com a Seguros Promo – utilize o código POROPCAO5 e ganhe 5% de desconto.
Use seu celular no exterior com chip da Easysim4U – com o código RBBVGRATIS você tem frete grátis.

Informações Práticas – o que fazer no Mato Grosso

Parque Mãe Bonifácia

Endereço: Avenida Miguel Sutil, Cuiabá
Entrada: gratuita, proibida a permanência de animais domésticos
Horário de Funcionamento: de segunda a domingo, das 06h às 19h 
Mais Informações: pelo telefone (65) 3623-4965

Caverna Aroe Jari

Endereço: Fazenda Água Fria. Fica a 46km da Chapada dos Guimarães em direção a Campo Verde
Mais Informações: é obrigatória a contratação de guia, portanto orientamos que procure um guia pelo site da Ecobooking e entre em contato para saber preços, horários de visitação e outras informações.

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Endereço: Rodovia Emanuel Pinheiro(MT-251) – Km 50 – Chapada dos Guimarães
Horário de Funcionamento: todos os dias. O horário de entrada e permanência depende de qual percurso você fará, mas geralmente a entrada é permitida das 09h às 12h com permanência até 16h.
Entrada: gratuita, mas alguns lugares só podem ser acessado com um guia autorizado a trabalhar no parque. A contratação do guia é paga e o valor depende da quantidade de pessoas e pode ser feita no site Ecobooking.
Mais Informações: Pelo telefone (65) 3301 1133

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *