Metrô de Paris e a saga das malas gigantes

Muito se fala em mochilão pela Europa mas eu achava que isso fosse coisa apenas de jovens aventureiros sem muito dinheiro que resolvem colocar uma mochila nas costas e sair pra conhecer o continente. Essa minha visão não deixa de ser correta (menos a parte dos jovens porque isso não tem idade) mas não é completa. Acabei descobrindo na prática que o termo na verdade está querendo te dar uma dica: Vai pra Europa? Vá de mochila. E eu falo isso pois passamos um aperto no metrô de Paris.

Você também vai gostar de ler:
O Louvre é muito mais que a Monalisa
Montmartre e a boemia parisiense
Pelo arredores de Île de la Cité

Escolha a mala certa

Depois de voltar dos Estados Unidos cheios de malas resolvemos ser mais econômicos na hora de escolher a bagagem para a Europa. Apenas uma mala pra cada um. Achávamos que com nossa bagagem “compacta” ficaria mais fácil se locomover. O que a gente ainda não tinha noção era que nossas malas apesar de poucas eram enormes e não compactas. A ficha só foi cair no metrô de Paris quando tornou-se um tormento carregá-las do aeroporto ao hotel.

Do aeroporto Charles de Gaule até o Centro de Trem

Se você chegar pelo aeroporto Charles de Gaule, uma das opções mais rápidas e práticas para chegar ao centro de Paris é pegando o trem RER B. A tarifa custa € 10,30 apenas uma viagem.  Ele para nas estações Gare du Nord, Châtelet – Les Halles, Saint Michel – Notre Dame, Luxembourg, Port-Royal, Denfert – Rochereau e Cité Universitaire.Você escolhe a que fica mais perto do seu hotel ou a que te dá melhor opção de conexão com o metrô de Paris. A gente desceu na Gare du Nord.

Pegamos um trem vazio e até aí tudo bem. Sentamos em bancos um de frente pro outro com nossas “malinhas” ocupando o lugar de outras 2 pessoas. O problema é que no meio do caminho o negócio começou a encher e muitos passageiros começaram a fazer cara feia pra gente. Com toda a razão já que a gente tava esparramado nos bancos. Finalmente chegamos até a estação Gare du Nord onde teríamos que pegar o metrô de Paris. Um sufoco imenso chegar até a porta carregando as malas por entre os outros passageiros. E pra “saltar” do trem para a plataforma?? Não dava simplesmente pra empurrar a mala pois havia um enorme buraco. Enfim, descemos, mas ainda não era hora de relaxar.

O metrô de Paris e suas escadas

Foi na estação que descobrimos o porquê todo mundo nos alertava sobre as escadas da cidade. É um tal de sobe e desce sem fim até achar a plataforma certa. E pra carregar a mala pra cima e pra baixo?? Não foi fácil. Vendo todo o meu esforço um gentil cidadão parisiense quis me ajudar mas ele tava na correria e simplesmente agarrou a minha mala. Minha primeira reação foi segurar mais forte. Achei que ele tava me roubando! Nisso ele me olhou com uma cara do tipo “quer que ajude ou não pô?” Larguei e pensei: seja o que Deus quiser. E não é que o cara desceu e subiu todas as escadas do metrô de Paris com a minha mala? Depois dizem que os franceses são mal educados.

Os bilhetes e linhas do Metrô de Paris

Bilhetes

Andar de metrô em Paris, se você não estiver carregando malas, é super fácil. O bilhete regular custa € 1,90. Esse é válido por 2 horas desde o momento em que você utilizá-lo a primeira vez em metrôs e RERs e por 90 minutos nos ônibus. O ideal é você se programar antes pra saber aproximadamente quantas vezes vai pegar o metrô de Paris para saber o que vale mais a pena. Quando fomos, nós pedíamos o carnet, que são 10 bilhetes de metrô que comprados juntos custam um total de € 14,90, ou seja, € 1,49 cada. Encontre os valores atualizados no site da Ratp.

os bilhetes que compramos

Existe ainda outra opção que é a Paris Visite. Esse é um bilhete específico para turistas e não tem limite de viagens, porém pode sair mais caro se você for usar pouco. Ele tem preços que variam de € 12,00 a € 68,35 dependendo de quantos dias você usará (de 1 a 5) e se você ficará apenas em Paris ou vai visitar lugares mais distantes como Palácio de Versalhes e Disney. O mais caro vale também para os aeroportos de Orly e Charles de Gaule.

https://www.ratp.fr/en/titres-et-tarifs

Linhas

Paris tem ao todo quatorze linhas de metrô que passam por toda a cidade. Você só vai precisar andar muito se quiser, e eu te aconselho que você queira. Em cada esquina de Paris você vai encontrar algo encantador, que você não verá se estiver dentro do metrô, embaixo da terra. Não é a toa que o verbo flanar, que significa andar sem rumo, despretensiosamente, foi inventado na França. Deixe para usar o metrô de Paris para longas distâncias e aproveite para conhecer o resto a pé.

Mas se quiser, pode anotar algumas linhas importantes aí. A linha C é a que para na estação Champs de Mars – Tour Eiffel. A linha 4 tem a estação Cité para quem vai visitar a Notre Dame. A linha 1 passa por Charles de Gaule Étoile, onde fica o Arco do Triunfo e também por Palais Royal – Museé du Louvre. A linha 2 te leva até Anvers, para que você possa visitar a Sacré Coeur. As linhas 3, 7 e 8 param em Ópera, pertinho da Galeria Laffayette. A malha de metrô de Paris é uma das maiores da Europa, perdendo apenas para Londres e Madri. Com isso, diz-se que nenhum ponto de Paris fica a uma distância maior que 500 metros de uma estação de metrô.

Estação do Metrô

Ah!! Nas estações de metrô você vai notar placas com o nome da estação e também qual o tempo estimado para chegada dele. Cuidado ao entrar no metrô pois muitos deles tem uma distância grande entre a plataforma e o vagão, o que forma um buracão. Outra coisa que você deve saber é que as portas do metrô de Paris não se abrem automaticamente. Alguns deles tem um botão que você deve apertar e em outros um trinco para abrir. Se você ficar esperando que a porta abra sozinha vai perder o ponto.

Nossa conclusão sobre as malas e o metrô de Paris

Até chegarmos ao hotel ainda houve mais saltos ornamentais da plataforma para o metrô e vice versa e muitos, muiiiiiitos degraus. O metrô de Paris é super antigo e bem profundo, por isso tem escada pra todo lado. Coitado do Diego que teve que carregar a mala dele e ainda a minha quando a situação era crítica. Chegamos cansados ao hotel e com duas certezas: Europa só de mochila e na volta com certeza pegaríamos um táxi.

Gostou desse Post? Compartilha com os amigos e salva ela no Pinterest  

Como usar o metrô de Paris e porque você não deve levar malas gigantes pra lá.

Um abraço e muitas viagens!!


PLANEJE SUA VIAGEM com os nossos parceiros. Você ajuda o blog, não paga nada a mais por isso e ainda ganha alguns descontos. Bom né? É só clicar nos links abaixo pra fazer a sua reserva.
Reserve seu hotel com a Booking.com
Cadastre-se no Airbnb e ganhe R$ 130,00 de descontona primeira hospedagem.
Alugue seu carro com a RentCars
Não viaje sem seguro, cote o melhor com a Seguros Promo – utilize o código POROPCAO5 e ganhe 5% de desconto.
Use seu celular no exterior com chip da Easysim4U – com o código RBBVGRATIS você tem frete grátis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *