O que fazer no Mato Grosso do Sul? Viagens Imaginárias 18

Hoje é dia de descobrir o que fazer no Mato Grosso do Sul. Que o estado é repleto de atrações voltadas a natureza você já deve saber, mas você sabia que ele também já teve outro nome?

Na verdade o local que hoje é o Mato Grosso do Sul já foi outro estado, um estado clandestino. Lá em 1932, durante a revolução Constitucionalista foi criado o Estado de Maracaju, sem autorização da União.

Esse estado não durou muito tempo, mas ficou pra história. O estado de Maracaju existiu de 10 de julho a 02 de outubro de 1932 e antiga sede ainda existe na cidade de Campo Grande. Era chamada de Palácio Maracaju e hoje abriga um comércio.

E depois dessa curiosidade vamos logo passar aos locais turísticos de Campo Grande e do resto do estado. E caso você queira saber sobre os outros estados brasileiros que já passaram pela Série Viagens Imaginárias eu deixo aqui alguns posts.

Outros estados da série Viagens Imaginárias:
+ O que fazer em Goiás
+ O que fazer em São Paulo
+ O que fazer no Acre

O que fazer em Campo Grande?

Parque das Nações Indígenas

O Parque das Nações Indígenas foi criado em 1993 e é o maior espaço verde da cidade de Campo Grande, tem 116 hectares.

Dentro do Parque existem dois museus, a  Fundação do Turismo da cidade e uma Concha Acústica além de três monumentos homenageando personagens da história da cidade.

O monumento mais famoso é o monumento ao índio. Trata-se de um obelisco em forma de Zarabatana de 12 metros de altura.

O Parque das Nações Indígenas ainda é local para prática de esportes e encontro com os amigos. Ele tem pista de Skate, quadra de esportes, parquinho infantil, pista para caminhada e corrida de mais de quatro quilômetros de 4 km e um lago de onde se tem uma bela vista.

Museu das Culturas Dom Bosco

O Museu das Culturas Dom Bosco foi criado por padres salesianos em 1951 para resgatar a cultura e tradição do povo bororo.

Ele também é conhecido como museu do índio devido ao seu grande acervo com mais de cinco mil peças de várias culturas indígenas do Mato Grosso do Sul.

As peças do Museu das Culturas Dom Bosco são expostas de um jeito muito interessante, muitas delas em compartimentos no chão e também respeitando o formato das aldeias indígenas.

O total de peças do acervo é de mais de quarenta e cinco mil e existem outras coleções no museu como minerais, fósseis, invertebrados e também animais empalhados. 

Aquário do Pantanal

O Aquário do Pantanal é uma construção polêmica da cidade de Campo Grande. A obra começou em 2011 e ainda não terminou.

Houve a retomada do projeto em 2018 com previsão de término em 2020, o que não acredito muito que vá ocorrer.

O Aquário do Pantanal tem um projeto ousado e quando for finalizado deve ser o maior aquário de água doce do mundo.

O que fazer em Campo Grande
Foto de @andersonfss007

Serão 32 tanques, 24 internos e 8 externos, com mais de 263 espécies de peixes e répteis do Mato Grosso do Sul. Além de ser um novo ponto turístico a intenção é que se torne centro de referência em pesquisas.

O arquiteto que projetou o complexo de 17 mil m² é o brasileiro Ruy Othake e quando perguntado sobre a forma elíptica do Aquário do Pantanal ele respondeu que a escolheu por ser bonita e instigante. Todo mundo vai querer saber o que tem lá dentro.

Ele realmente chama a atenção, mas todo mundo quer poder usufruir do que vai ter lá dentro e não apenas ficar olhando pra essa construção que já dura nove anos.

Alugue um carro com a RentCars e aproveite as melhores condições.

Morada dos Baís

A Morada dos Baís foi a primeira construção de alvenaria da cidade de Campo Grande, erguida em 1918.

Ela foi a casa da família Baís até 1938 e depois foi transformada na Pensão Pimentel até o ano de 1979. Após esse período teve várias outras utilizações comerciais até ser transformada no Centro de Informações Turísticas em 1995. O edifício tem grande importância para a cidade e foi tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal.

O que fazer em Campo Grande
Foto de @lara_torrezan

Atualmente a Morada dos Baís é administrada pelo Sesc e tem um restaurante e espaços que recebem exposições temporárias e cursos.

Lá também fica a Casa da Memória Lídia Baís. Lídia foi uma artista plástica de Campo Grande que era considerada muito além de seu tempo. No museu estão expostas fotos e instrumentos musicais além de seus muitos desenhos e quadros.

Feira Central de Campo Grande

A Feira Central de Campo Grande também é conhecida como Feirona. Ela existe desde 1925 e desde 2006 está localizada no local atual, a antiga estação ferroviária da cidade.

Esse é mais um patrimônio da cidade, dessa vez Cultural e Imaterial, declarado em 2017.

A Feira central oferece um grande espaço gastronômico e também diversas pequenas lojas onde você pode encontrar produtos variados e artesanato local.

O que fazer em Campo Grande
Foto de @vitor_sinatra/

Um dos eventos mais populares da Feirona de Campo Grande é o Festival do Sobá. Sobá é um prato da culinária japonesa que foi trazido ao Brasil pelos imigrantes que vieram de Okinawa em 1908.

O prato foi bem aceito e virou parte da cultura campo grandense, sendo muito consumido pela população local.

O que fazer no Mato Grosso do Sul? Pantanal

A primeira dica do que fazer no Mato Grosso do Sul, além da capital, é visitar o Pantanal.Esta é a maior planície inundada do planeta.

O Pantanal é formado por 11 microrregiões com diferentes características e uma abundância de natureza.

Existem diversas formas de conhecer o Pantanal. Você pode se hospedar em Fazendas que promovem o turismo, experimentar as chalanas – que são barcos que navegam pelo rio Paraguai – ou se aventurar na Estrada Parque do Pantanal.

O que fazer no Mato Grosso do Sul
Foto de @natielirosaribeiro

Essa estrada começa na BR 262, na cidade de Corumbá e tem aproximadamente 120 quilômetros. Ela foi feita sobre aterros para possibilitar a visita o ano todo, mas mesmo assim nos meses de cheia a água chega a cobrir diversos pontos. 

Visitar a Estrada Parque Pantanal é uma das formas mais baratas de conhecer o local e você ainda poderá se sentir em um safári brasileiro. Siga prestando atenção ao entorno para encontrar animais dessa rica fauna.

Os meses mais interessantes para visita são de Julho a Dezembro, quando as águas estão baixas e muitas aves aparecem para “pescar” os peixes que ficaram presos. Além disso você pode ter a sorte de ver outros animais como jacarés, lontras e quem sabe até uma onça.

É  recomendado que você tome a vacina contra febre amarela pelo menos 10 dias antes da sua viagem ao Pantanal. 

SIGA: Instagram | Facebook | Pinterest | You Tube

O que fazer no Mato Grosso do Sul?  Flutuação Rio Sucuri

Bonito é uma das regiões mais procuradas para ecoturismo e nossas próximas dicas do que fazer no Mato Grosso do Sul estão concentradas por lá.

O primeiro lugar para conhecer é a fazenda São Geraldo, uma das primeiras Reservas Particulares de Patrimônio Natural do Mato Grosso do Sul.

Nessa fazenda fica o Rio Sucuri, da sua nascente até a foz. Esse rio é um dos mais cristalinos do mundo e por isso um dos mais procurados para a prática de flutuação.

O que fazer no Mato Grosso do Sul
Foto de @leocantuaria

A fazenda passa por monitoramento ambiental que ajuda na ajuda na preservação da natureza e das mais de 300 espécies de animais que vivem por ali.

A principal atração é a flutuação que se estende por 1800 metros. A água é muito cristalina e com isso você consegue ver diversos peixes, além das plantas debaixo d’água.

Existe também um passeio de barco e se algo estiver boiando sobre a água você terá a sensação de que isso está flutuando no ar, tamanha a transparência.

Viajar sem Seguro Viagem é furada!! Cote o seu aqui com a Seguros Promo. Com o código POROPCAO5 você tem 5% de desconto.

O que fazer no Mato Grosso do Sul?  Abismo Anhumas

Essa preciosidade de Bonito foi descoberta por acidente no ano de 1970 após um incêndio na região.

No ano de 1999 o Abismo Anhumas foi aberto para visitação e chegar até lá já é em si uma aventura. Você só consegue descer de rapel. São 72 metros de descida mas por sorte não é preciso ter experiência nem força. Cabos de aço fazem o serviço por você.

Lá dentro o poço tem 80 metros de profundidade e no fundo ficam cones de calcário que chegam a ter 20 metros de altura. 

O que fazer no Mato Grosso do Sul
Foto de @juliianaandrade

Esses cones podem ser vistos fazendo a flutuação já que a visibilidade é de aproximadamente 60 metros. 

Além da flutuação você também pode fazer um passeio de bote, que chega perto dos espeleotemas, ou ainda o mergulho. Para fazer o mergulho é necessário que você já possua certificação. 

O que fazer no Mato Grosso do Sul?  Lagoa Misteriosa

A Lagoa Misteriosa fica na cidade vizinha de Bonito, Jardim. Esse local chama a atenção pela sua incrível transparência e também pelos diversos tons de azul presentes na água.

A transparência da lagoa se deve a presença de rochas calcárias que sedimentam as impurezas.

A Lagoa Misteriosa ainda não tem fim. No ano de 1998 o mergulhador Gilberto Menezes de Oliveira chegou até os de 220 metros e não viu o fundo, portanto sua profundidade ainda é uma incógnita.

O que fazer no Mato Grosso do Sul
Foto de @melissabelotto

Como o Abismo Anhumas, a sua visibilidade também é enorme. Você consegue ver a copa das árvores estando a 40 metros debaixo de d’água.

Lá você poderá fazer a flutuação ou também o mergulho com cilindro, mas dessa vez não é preciso experiência. Você pode inclusive realizar o Batismo de mergulho, modalidade para quem nunca mergulhou na vida.

Reserve aqui sua hospedagem com a Booking.com

O que fazer no Mato Grosso do Sul?  Buraco das Araras

Para fechar a lista do que fazer no Mato Grosso do Sul eu escolhi o Buraco das Araras. Ele também fica na cidade de Jardim e é a maior maior dolina da América do Sul.

O Buraco das Araras tem 100 metros de profundidade e 500 metros de circunferência e para chegar até lá são apenas 970 metros de trilha, acessível a qualquer pessoa.

O que fazer no Mato Grosso do Sul
Foto de @ju.menezes_

Essa dolina é também conhecida como Santuário das Araras Vermelhas pois na época da reprodução chega a receber 120 indivíduos.

Além da beleza das araras ainda é possível fazer um outro roteiro de observação de aves que dura em torno de 4 horas. No Buraco das Araras existem cerca de 150 espécies de aves, que farão a alegria de quem gosta desse tipo de experiência.


Se você gostou dessas dicas do que fazer no Mato Grosso do Sul compartilha com a galera e salva no Pinterest pra ler depois.

 do Sul

Um abraço e muitas viagens!!

PLANEJE SUA VIAGEM com os nossos parceiros. Você ajuda o blog, não paga nada a mais por isso e ainda ganha alguns descontos. Bom né? É só clicar nos links abaixo pra fazer a sua reserva.
Reserve seu hotel com a Booking.com
Cadastre-se no Airbnb e ganhe R$ 179,00 de desconto na primeira hospedagem.
Alugue seu carro com a RentCars
Não viaje sem seguro, cote o melhor com a Seguros Promo – utilize o código POROPCAO5 e ganhe 5% de desconto.
Use seu celular no exterior com chip da Easysim4U – com o código RBBVGRATIS você tem frete grátis.

Informações Práticas – O que fazer no Mato Grosso do Sul

Parque das Nações Indígenas

Endereço: Av. Afonso Pena – Centro – Campo Grande
Horário de Funcionamento: todos os dias, das 06h às 21h
Mais Informações: no site

Museu das Culturas Dom Bosco

Endereço: Parque das Nações Indígenas
Horário de Funcionamento: de terça a sábado, das 08h às 16h30
Entrada: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 meia. Pagamento apenas em dinheiro. Crianças até 7 anos não pagam

Morada dos Baís

Endereço: Av. Noroeste, 5140 – Centro
Horário de Funcionamento: de terça a sábado, das 8h às 19h e domingo, das 9h às 12h. Horários diferenciados devido a pandemia.

Feira Central de Campo Grande

Endereço: Rua 14 de Julho, 3351 – Centro – Campo Grande
Horário de Funcionamento: de quarta a sábados, das 16h às 22h e domingos das 11h às 22h
Mais Informações: no site

Bonito

As informações sobre a Flutuação no Rio Sucuri e sobre o Abismo Anhumas estão disponíveis nos respectivos sites. É só clicar no link.

Jardim

As informações sobre a Lagoa Misteriosa e o Buraco das Araras estão disponíveis nos respectivos sites. É só clicar no link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *