Valparaíso e Viña del Mar

Que tal conhecer Valparaíso e Viña del Mar quando estiver no Chile? Em um dia você consegue fazer um bate e volta tranquilo se estiver em Santiago. A viagem é de aproximadamente 1h30. Nós fomos até lá com o Ricardo, um brasileiro que mora no Chile a alguns anos e é super gente boa. Mas se preferir você pode ir com empresas de turismo, como a turistik, que cobram em média CLP 30.000 por pessoa ou de carro pois as estradas são boas e a viagem não é longa.

Mirante e o mercado de peixes

Nós começamos nosso passeio por um mirante que fica bem no meio das duas cidades. De lá pudemos ter ideia de como elas são grandes, eu nem imaginava. Seguimos para o mercado de peixes chamado Caleta Portales. Era segunda feira e o mercado estava fechado, mas mesmo assim valeu a visita pois o interessante não é o mercado em si, mas os pelicanos e leões marinhos que ficam por ali a espera de peixe. Nunca tinha visto esses animais e muito menos na quantidade que tinha lá. Eles travam uma verdadeira batalha entre si pra ver quem fica com cada pedaço de peixe.Pelicanos no mercado de peixes

Pelicanos e leões marinhos disputam peixes

A cidade de Valparaíso, ou Valpo, como é chamada pelos moradores se distribui entre ladeiras e vielas com casinhas coloridas que são marca da cidade, assim como o porto e os ascensores. Por ali ainda se usam alguns bondes elétricos que podem ser vistos da praça Sotomayor, onde fica o bonito edifício da Armada do Chile e o monumento em homenagem aos heróis de Iquique e suas vitórias marítimas (coisa de que os chilenos se orgulham bastante). Provavelmente você irá dar de cara com um aviso de “Zona de Ameaça de Tsunami”, mas fique tranquilo, eles também sinalizam as vias de evacuação. Na dúvida, corra pra um lugar no alto.Monumento e Aramada do Chile

Aviso de Tsunami

Casa de Pablo Neruda – não vá as segundas

Por falar em alto, há um mirante de onde você pode ter uma vista bem legal do porto. Ele fica ao lado do Museu Naval e Marítimo e há várias lojas de artesanato. Se quiser pode subir de ascensor. Nós fomos de carro mesmo e sentimos o drama de passar por ruas tão estreitas. Dali seguimos para La Sebastiana. A casa litorânea de Pablo Neruda. Segundo nosso guia dentre as exigências do escritor estavam vista para o mar e uma local nem muito baixo, nem muito alto. Não foi muito fácil chegar até lá, pois são tantas vielas que as vezes parece que você já passou por alguma delas. Infelizmente não fomos espertos o suficiente para pesquisar antes se abria às segundas e claro: estava fechada. Fazer o que?Porto de ValparaísoPorto visto de cima com casinhas de Valparaíso ao fundo

Nos contentamos então em dar algumas voltas por aquelas ruas repletas de arte. Vários muros foram grafitados e até os telhados tem pinturas. É legal ir descobrindo uma coisa nova a cada esquina. No Cerro Bellavista fica o chamado Museu a céu aberto, onde estudantes do Instituto de Artes da Universidade Católica de Valparaíso pintaram vários murais em muros, paredes e escadas.Muros pintados pela cidade de Valparaíso

A badalada Viña del Mar

Depois de conhecer um pouco de Valparaíso, seguimos para Viña del Mar. Viña é uma das praias mais badaladas do Chile. Ali vários artistas passam o verão e onde acontece o famoso Festival Internacional da Canção de Viña del Mar. Nossa primeira parada foi no Relógio da Flores, contruído para a Copa do Mundo de 62 que foi sediada no Chile. Passamos então pelo Cassino e caminhamos pela orla que tem 5 restaurantes espalhados pelo calçadão. Todos eles estavam fechados, pois abrem geralmente para a temporada de verão, então acabamos almoçando em um típico restaurante chileno, La flor de Chile. Comemos uma carne plateada (cozida) com acompanhamentos. Comida muito saborosa, preço justo e sem milhares de turistas.Relógio das Flores Viña del Mar Prédios em degraus em Viña del Mar

Para fechar nosso dia visitamos Reñaca. Essa é uma praia onde os prédios a beira mar são construídos em forma de degraus . Depois fomos a Concón, com iate clube e vários prédios novinhos sendo construídos e ainda sem águas poluídas.

 

Gostou desse post? Dá um pin nele no Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *