Rolling Stones em São Paulo

Hoje, em Porto Alegre, acontece o último show da turnê dos Rolling Stones no Brasil. Sabe aquela sensação de ter gasto muito bem o seu dinheiro quando você faz algo muito bom?? Foi essa a sensação que eu tive assistindo ao show desses velhinhos malucos. A princípio hesitei em comprar o ingresso para o show pois já tinha outros dois previstos para esse semestre, mas ainda bem que a hesitação durou apenas alguns instantes. O show é incrível!!!IMG_4353

Chegamos ao show por “cortesia” da Uber, que por sinal nos atendeu super bem. Apesar da falta de informação ao redor do estádio de onde seria o portão de entrada não demoramos muito para entrar. Ainda bem, pois o show dos Titãs (muito bom também) já tinha começado e eu não queria perder nada.

Nos posicionamos bem atrás, mas em um lugar de onde conseguiríamos ver o show, ou pelo menos o topo da cabeça do Mick Jagger. Estávamos em 5 pessoas, eu, Diego, Ion e mais dois amigos e na expectativa de um atraso assistimos os primeiros acordes da banda todos separados. Eu sozinha, Diego e Rodolfo sendo esmagados no bar para conseguir o famoso copo da turnê e Ion e Elo na fila do banheiro. Mesmo assim foi emocionante, senti até um arrepio de emoção ao ver a banda começar a tocar. Mick Jagger foi simpático e deslanchou a falar português com a galera. Mandou o público quebrar tudo, brincou com as torcidas do estado de São Paulo, disse que estava muito lento pois havia comido muita coxinha e ainda apresentou Ron Wood como o Rogério Ceni do Rock n’ roll e o baterista Charlie Watts como Rainha da Bossa Nova.

Mick Jagger visto pelo super telão.
Mick Jagger visto pelo super telão.

Rolling Stones

Mais de 2 horas de show e a finalização não podia ser diferente: I can´t get no safisfaction. Acho que era bem isso que a galera toda tava sentindo, querendo sempre mais. Uma pena a confusão da saída, 65 mil pessoas tentando sair do estádio que não conseguiu dar a vazão correta. Tive medo de ser esmagada em alguns momentos, foram uns 20 minutos de tensão. Por fim ainda ajudamos uma Nova Iorquina a ser encontrada pelo motorista do taxi que ia buscá-la. Noite espetacular que me fez pensar: porque não posso viver de viagens e shows??? Ahhhh mega sena, “você” podia colaborar né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *