Planejar também é viajar – Parte 2

Se você ainda não leu a parte 1 entra aqui e dá uma olhadinha pra não esquecer nenhum detalhe antes de embarcar para a sua viagem. Mas agora vamos partir para a parte prática. Nada que algumas horas na frente do computador não resolvam.

  1. Passagens
    A primeira coisa que você tem que fazer é se cadastrar no Melhores Destinos pra receber as promoções de última hora. Pode não servir para todas as suas viagens mas as vezes a data da promoção casa certinho com as suas férias.Fora isso o site que eu mais uso para procurar passagens é o Decolar.com. Me acostumei com ele e acho bem prático. Outras opções que eu gosto são o Viajanet e o Kayak. Principalmente quando surge alguma promoção, usar buscadores alternativos pode ser a salvação quando Decolar e Submarino estão lotados de acessos. Uma dica é abrir uma aba de navegação anônima quando for pesquisar passagens ou hospedagem pois o histórico de suas buscas pode influenciar o valor cobrado. Quando encontrar a melhor oferta verifique qual a companhia aérea e faça uma busca com os mesmos parâmetros (data, voo, hora) direto no site da companhia. Muitas vezes sai mais em conta dessa forma, apesar de geralmente não ser possível parcelar.
    Depois de decidido e comprada a passagem espere o voucher e confirme com a companhia aérea o seu voo (pelo site ou telefone mesmo) pra não ter surpresas no aeroporto.

    Passagem 1
  2. Hospedagem
    Gosto bastante de pesquisar hospedagem também no site Decolar pois pago antecipadamente e levo apenas o voucher. O Booking também é um ótimo site de pesquisas e eu fiquei algum tempo sem utilizá-lo pois meu cartão foi clonado e fiquei desconfiada do site, mas aos poucos voltei a utilizar e acho boas ofertas por lá. A parte “ruim”, ao meu ver, é que a maioria das hospedagens são pagas no local e eu gosto de deixar pago com antecedência, mas isso é apenas um ponto de vista.Outra forma de procurar hospedagem é através do airbnb. O interessante deste site é que você irá ficar numa casa/apartamento e não em um hotel. É uma forma de estar em contato com a cultura local. Eu já usei algumas vezes e acho muito legal. Até tem um post inteirinho sobre o airbnb aqui.E para quem quer mergulhar de cabeça na cultura local existe o couchsurfing. Esse site te coloca em contato com moradores que estão dispostos a abrir as portas de suas casas para que você passe algumas noites. Ainda não utilizamos essa forma de hospedagem mas estou bem curiosa para testar. Mas ATENÇÃO: não é hotel. Os perfis devem ser lidos atenciosamente para ver as regras da casa, o anfitrião geralmente gosta de interagir com os hóspedes. Se você não quer muito papo e só está pensando em não gastar dinheiro acho melhor repensar e ficar em um hostel.Hotel
  3.  Roteiro                                                                                                                                               Eu particularmente adoro fazer roteiros. Já fui aquela louca que coloca até horário pra isso e pra aquilo, mas agora estou um pouco melhor. Gosto de pesquisar sobre os lugares antes de conhecer mas também gosto de surpresas e andar livremente pelas ruas. Eu até tenho alguns guias de viagem mas a internet é cheia de coisas boas e você não precisa comprar guias, a menos que queira, é claro. É só digitar no Google as palavras “o que fazer em” ou “principais atrações de” e o nome do lugar para onde você vai pra surgirem milhares de sugestões. Para algumas cidades mais visitadas o Google ainda te trás uma lista de pontos de interesse com foto. Aí é só ver o que mais te interessa e fazer uma lista com todos os locais. Para não ficar feito barata tonta na viagem eu marco os locais escolhidos no Google My Maps e separo os dias de viagem por áreas. Se duas atrações são muito perto não tem porque você visitar uma em um dia e a outra no dia seguinte. Junta tudo no mesmo “pacotão” pra não perder tempo.

    Mapas
    Mapa todo marcado com os lugares que nós queríamos conhecer e com as rotas.

Passagens compradas, hotel reservado e roteiro pronto. Só arrumar as malas e Boa Viagem! Ah!! Não vai esquecer de imprimir os vouchers e deixar tudo fácil de encontrar. É possível que você tenha que mostrar esses documentos quando for a fazer a imigração.

E você, gosta de planejar tudo sozinho ou do conforto das agências de viagem? Conta pra gente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *