Central Park – Um oásis no meio da cidade

Ah (suspiro) o Central Park!! Ele dá um charme todo especial a cidade de Nova Iorque. Ele tem 3 quadras de largura e se extende da rua 59 até a rua 110. É parque pra caramba e não é a toa que muita gente vive por lá, fazendo exercício ou relaxando.

O que você vai conhecer por lá

  • Columbus Circle na esquina das ruas 59 e 8ª Avenida. Por ali você conseguirá uma carruagem caso queira dar uma voltinha pelo parque. É um clássico mas na minha opinião não vale tanto a pena. Pagamos cerca de U$40.00 por uma volta de menos de 30m e não há nada de interessante pelo caminho que não possa ser melhor aproveitado a pé, além dos cavalos serem muiiiiito lentos. Mas se quiser experimentar, aqui sempre tem uma carruagem te esperando.
  • Wollman Ice Skating Rink abre durante o inverno e se você não tiver coragem de patinar pelo menos passe por ali pra dar uma espiadinha nos profissionais que dão um show no gelo.Rink de Patinação no Central Park

O que a gente sempre vê nos filmes

  • Central Park Zoo – lembram do Alex, da Glória, do Mellman e do Marty?? Se você não sabe do que eu tô falando esses são os animais do desenho Madagascar. Eles moravam no zoo do Central Park antes de fugirem. Os ingressos custam entre U$ 13.00 e U$ 18.00 e geralmente fica aberto das 10h ás 17h.
  • Sheep Meadow – um enorme campo onde todo verão as pessoas se jogam no gramado para curtir um sol e fazer piqueniques.
  • Tavern on the Green – inicialmente construído para abrigar as ovelhas que pastavam no Sheep Meadow tornou-se um restaurante que atende desde 1934. Ficou um período fechado, funcionando apenas como loja de souvenirs mas reabriu em meados de 2014 como restaurante.
  • Strawberry Fields – seu nome deriva da música dos Beatles “Strawberry Fiels Forever” e é uma homenagem a John Lenon que morava a poucos metros dali no Dakota Building. O mosaico IMAGINE é ponto de encontro de fãs e curiosos que deixam homenagens.Dakota BuildingMosaico Imagine no Strawberry Fields, Central Park
  • Bethesda Terrace e The Loeb Central Park Boathouse – a fonte, as escadarias e a Casa de barcos que você já deve ter visto em algum filme por aí.Fonte no Central Park
  • Belvedere Castle – esse castelinho é onde o vilão Gargamel prende papai Smurf no primeiro filme. Falei que essa cidade é cinematográfica? Se arrisque nas escadas de degraus estreitos para ter uma vista privilegiada do parque.Vista do Belvedere Castle
  • The Metropolitan Museum of Art – este museu tem uma enorme quantidade de pinturas européias, jóias, arte medieval, além de uma ala dedicada ao Egito. É enorme e precisa de tempo para ser desfrutado.

A obra de arte – Guggenhheim

Além de tudo isso no entorno você ainda encontra o museu Guggenheim projetado pelo arquiteto Frank Lloyd Wright em forma de espiral e do outro lado do parque o American Museum of Natural History. O museu do filme Uma noite no Museu, onde todo o acervo ganha vida durante a noite. Esse museu também é enorme e tem muitas coisas interessantes. Chegamos cedinho e saímos de lá perto das 2 da tarde. Mesmo com o mapa em mãos é possível se perder lá dentro devido ao grande número de salas.

Museu GuggenheinMuseu de História Natural Nova Iorque

Take it Easy

Voltando ao Central Park sugiro que você dedique um dia a ele, meio sem compromisso. Ande por cada canto pois é dessa forma que você irá aproveitá-lo melhor. Tem muitos caminhos bonitos que você não vai passar de carruagem e nem de bicicleta se quiser alugar uma. Realmente passeie! É bem provável que você encontre algum artista fazendo música, pintando, fazendo bolhas de sabão ou se apresentando de alguma outra forma em algum lugar do parque. Se for durante o outono ou a primavera as árvores ficam lindas, no inverno pode ter a visão das árvores branquinhas e no verão poderá assistir algum show de graça pois vários acontecem nessa época do ano. Não subestime o Central Park como fizemos da primeira vez. Ele merece ser bem explorado.Wollman RinkPasseio no Central Park Ponte no Central Park

Ah! Esqueci de mencionar que no Central Park você encontrará as “adoráveis praguinhas” chamadas esquilos. Para nós, turistas, eles são adoráveis, mas os nova iorquinos os tratam mais como pragas. Estão em toda parte. Digam o que for ainda acho muito fofos.

Esquilo Nova Iorque

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *