Argentina | Quase tudo se resume a comida

Depois de conhecer as Cataratas Argentinas (nosso principal objetivo) estávamos com tanta fome que só conseguíamos pensar em comida. Nossa primeira parada foi na famosa feirinha que já tinha escutado o Diego várias vezes comentar. Na minha mente eu estava imaginando uma feirinha tipo “paraguaizinho” de Camboriú, cheio de badulaques pra comprar. Quando cheguei lá a feirinha se resumia a um corredor cheio de barraquinhas de comida. Ok, não era nada do que pensava mas quando vi aqueles queijos maravilhosos “me olhando” até esqueci dos badulaques. Lá você pode comprar queijos, azeitonas, presuntos, alfajores e bebidas. O melhor de tudo é que você pode provar os produtos nas barraquinhas, o que foi de grande ajuda com a fome que a gente tava. Saímos de lá carregados de aperitivos e caixas de Quilmes, ainda bem que estávamos com a van do Piska.

Nada de badulaques, a feirinha era só de comida mesmo
Nada de badulaques, a feirinha era só de comida mesmo
El Quincho del Tio Querido

Depois fomos jantar no também famoso El Quincho del Tio Querido. Eu particularmente nunca tinha ouvido falar, mas na pousada que nós estávamos haviam 3 russas que insistiram em ir jantar lá então seguimos as russas e fomos também. O lugar é bem legal. As churrasqueiras ficam na frente do restaurante (o que eu só percebi na saída, atenta que sou) e lá dentro há dois pisos. Os pratos são a la carte então pedimos o tradicional bife de chorizo e também um vacio, além da provoleta (queijo derretido, hummmm). Pra ser sincera não achei as carnes muito saborosas. O vacio estava melhor e mais macio que o bife de chorizo, além de ter mais gosto, mas essa é a minha humilde opinião. Pra acompanhar o jantar 2 violeiros tocavam músicas argentinas e os caras eram realmente bons. Sem dúvida valeu a pena conhecer o lugar mas nossas churrascarias são muito melhores.

Lugar legal, mas nossas churrascarias são mais.
Lugar legal, mas nossas churrascarias são mais.
Guloseimas no Duty Free

No dia seguinte, fomos ao Duty Free, mesmo que nossa intenção não fosse gastar. O lugar é muito legal!!! Gostei bem mais de passear lá dentro do que olhar os preços pois estavam bem fora do que eu posso chamar de barato. Mas vale a pena visitar porque cada seção é inspirada em algum lugar do mundo. Se você estiver disposto a garimpar pode até ser que ache alguma promoção boa. A maioria é do tipo leve 6 e pague 5, ou algo assim. A melhor parte na minha opinião é a de chocolates. Apesar de vários deles a gente encontrar no Brasil as embalagens são muito diferentes e você tem vontade de levar tudo pra casa. Para os homens desconfio que o melhor lugar foi o das bebidas. A parte de eletrônicos e maquiagens estava fora de cogitação pois os preços não valiam a pena. Voltamos para a Pousada com algumas garrafas e barras de chocolate porque o consumismo bateu e não conseguimos sair de mãos abanando.Duty Free2 Duty Free 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *